quarta-feira, 8 de abril de 2009

Sobre a ressurreição


Tem gente que não entende a importância da Páscoa. Sim! Pra uns, a ressurreição foi apenas mais uma das manifestações miraculosas que acompanharam os últimos três anos de vida de Jesus de Nazaré. Sinceramente, eu não entendo quem não entende a ressurreição!

É a ressurreição que dá sentido à minha fé, posto que sem ela sou o mais infeliz de todos os homens.
É a ressurreição que dá sentido à vida, já que - não fosse ela real - a morte decidiria minha história.

É a ressurreição que move minha esperança, uma vez que, não podendo encontrar meu Senhor nos sepulcros, anelo vê-lo na glória vindoura.

É a ressurreição que me diz que, mesmo tendo sido preso num madeiro, meu Senhor reina livremente.

É a ressurreição que me mostra que meu Deus ouve minhas orações, pois um Deus morto não poderia escutar meu clamor.

É a ressurreição que me garante que a cruz não foi estratégia de Satanás, mas propósito de Deus.

É a ressurreição que me faz bradar "onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?".

É a ressurreição que me leva a correr, como fizeram as mulheres que estiveram no sepulcro, para anunciar a vida do que - há três dias - jazia na morte.

É a ressurreição que me faz - de manhã, de tarde e de noite - olhar para os céus e dizer: "Sei que estás aqui"!

Sim! Por estas e por outras razões, não consigo não dizer: Eu amo a ressurreição!

3 comentários:

Blog do Túlio disse...

Fala Daniel,
Que legal cara, também gostei do seu blog.
Aliás, é legal ver que existe gente buscando publicar sobre assuntos variados e interessantes, associando também espiritualidade e o Evangelho.
Além das postagens, suas indicações de leitura, sites e pensadores são muito bons.
Abs,

Túlio

Fabio Barbi disse...

Querido Vaso!
Seus textos são excelentes!
As imagens tb...rs!
Parabéns!
Esse texto me faz pensar sobre a importância e dimensão da Páscoa. É sem dúvida um momento de muita gratidão.
Abraços

Anônimo disse...

Dani, e quantos cristãos não se dão conta da graça da ressurreição. Belo texto. Gustavo.