terça-feira, 12 de maio de 2009

Sobre a cruz


Foram os romanos que deram a ela projeção mundial. Colocaram-na como símbolo do seu terror. E por um bom tempo esse foi seu principal significado. Até que para ela foi levado o filho do carpinteiro. Um homem que conhecia bem aquele material. Já tinha ajudado seu pai na fabricação de algumas, talvez muitas.
Tão logo ele foi preso no madeiro, aquele hostil objeto ganhou outras conotações. Escândalo para os judeus e loucura para os gentios, a cruz se tornou poder e sabedoria de Deus para os que, em Antioquia, receberam o codinome "cristãos". 
Desde então, a ela foi atrelada uma palavra: suficiência! Nada além, nada aquém. A cruz foi a resposta de Deus ao sofrimento humano.
Pena que hoje não é mais assim. É que ao seu lado tantas outras coisas têm sido postas. Não basta crer na mensagem da cruz; tem que fazer uma série de coisas que Cristo nunca exigiu. Com isso, ela perde sua centralidade. O problema é que, na dinâmica dos céus, tirá-la do centro é tirá-la de cena. Ou ela é suficiente, ou não é necessária!
Ah, se entendêssemos que o "está consumado" foi o maior sinal de que nada mais precisaria ser feito para que o mundo fosse reconciliado com Deus. Se entendêssemos que tudo o que precisamos fazer é carregar a nossa, que ficou muito mais leve depois que ele foi preso na dele.
Enquanto nela ele estava preso, o povo dizia: "Salva-te a ti mesmo, descendo da cruz". Tolos. Mal sabiam que sua escolha era a de nos salvar, ao invés de a si próprio. E para isso, era necessário que nela ele permanecesse, fazendo da cruz o grande mistério da sabedoria de Deus.

6 comentários:

Fabio disse...

Parafraseando Ariovaldo Ramos:
"Antes de dizer haja Luz, foi dito haja Cruz!"

Daniel Leite Guanaes disse...

realmente sensacional essa frase do Ari!
Abraços, vasolino!

Teka Cristo disse...

Eu ia comentar o post, mas depois desse coment com o dizer: "vasolino" perdi as palavras hahahahahhahaha
ACABOOOOOOU! MEU PASTOR É O MELHOR! hahahahahaha o mais figura!

Daniel Amaral disse...

Fala nosso Rev;

Linda mensagem, como sempre.

Eu nunca tinha imaginado a importância da expressão "está consumado", tal como você colocou.

Vale lembrar, a importância de levar a cruz de nossos irmãos. Mas você não imagina a cruz do Elisoca... rapaz que cruz pesada... hahauahahahaha

Abraços

Daniel Leite Guanaes disse...

Daniel: é verdade. tem umas que são mais pesadas mesmo. Só a graça de Jeová! rs

Teka: irmão é uma forma carinhosa de chamar os que compartilham a mesma fé que a sua; vaso é uma forma carinhosa de chamar os irmãos; vasolino é uma forma carinhosa de chamar os vasos. Quando eu souber de outra forma eu te aviso.rs!

Teka Cristo disse...

hahahahahahaha adorei! vou anotar no dicionário de evangeliquês ahahahaha