quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Pr. Fulano

Já percebeu como pastor tem mania de se apresentar como "Pr. Fulano", seja qual for a situação? Acho isso por demais estranho. É compreensível tal apresentação dentro de um contexto. Isto é, quando a apresentação requer a identificação de sua função. Em todos os demais casos, porém, qual o objetivo de tal abordagem?
Pode ser exagero meu, mas não costumo ouvir economistas, administradores, comerciantes, ou pessoas engajadas em outras atividades apresentarem-se por suas funções, a menos que seja necessário.
Meu objetivo com isso tudo? Mostrar que talvez pastores estejam perdendo suas próprias identidades, em função da atividade que exercem. Antes de serem pastores, são homens e mulheres com uma história e um nome. É bem verdade que devem orgulhar-se do que fazem. Não devem, todavia, achar que são o que fazem. São mais do que isso. E assim deve ser. De outra forma, serão sempre reféns de uma identidade que é infinitamente menor do que foram criados para ser.

2 comentários:

Teka Cristo disse...

Acho q muitos fazem isso pra se lembrar sempre de dar o exemplo por serem pastores sabe... o q considero errado já que o bom exemplo deve ser consequencia da nossa mudança em Cristo e não a causa da mesma.
Mas é isso... a meu ver muitos pastores falam isto para lembrarem a si mesmos que tem uma "obrigação" a cumprir, um exemplo a dar... vai entender neh...

Pastoragente disse...

Graça e paz!
“Andando” por aí cheguei até o seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
Já estou te seguindo e aos poucos venho conhecer mais os seus textos.
Será uma honra te receber no pastoragente.blogspot.com, e se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
No blog conto da forma mais realista e divertida possível as realidades, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
Fique na paz. Um abraço.