domingo, 6 de junho de 2010

Nao entendo

- Por que importamos teologia europeia e norte-americana, se vivemos em um contexto completamente diferente do deles?
- Por que tomamos os modelos tradicionais como mais apropriados do que os modernos?
- Por que sacralizamos o banal e banalizamos o sagrado?
- Por que insistimos em um modelo liturgico importado - que, por sinal, ja foi inclusive abandonado nos países dos quais o importamos?
- Por que achamos que reverencia significa formalidade?
- Por que nao nos permitimos pensar fora da caixa na qual nos inseriram?
- Por que olhamos para as comunidades neo-pentecostais como grupos que precisam aprender conosco, e nao como igrejas que tambem tem algo a nos ensinar?
- Por que tanta resistencia a mudancas?
Se voce souber o porque de alguma destas perguntas, me de um toque... porque eu nao entendo.


Um comentário:

Anônimo disse...

Isso ai, pastor.

Como diria a APV: Dance, dance, dance... dance, dance, dance e se alegre. Dance, dance, dance na presença de Deus...

Cantamos de alegria, uou uou uou...

De um brado de vitória!!!

Hahahahaha... abs

Preciso me identificar???