terça-feira, 22 de março de 2011

Sobre a Sabedoria

Desde a eternidade ela grita a plenos pulmões. Ninguém nasceu antes dela. Foi estabelecida quando a terra não havia surgido. Viu os céus serem preparados, os limites do mar serem fixados, e os traços do horizonte desenhados sobre a face do abismo. Dela o criador nunca abriu mão. E pensando ser ela boa para a vida, compartilhou-a com os homens. Ninguém nunca a viu. Mas qualquer um é capaz de perceber por onde ela passou. Porque seus rastros são inconfundíveis. E sempre apontam para aquele que, sabiamente, a criou.

Nenhum comentário: