domingo, 18 de agosto de 2013

Garantida Salvação


Ainda hoje me deparo com um número grande de cristãos que sofrem angustiados por não saberem ao certo se estão salvos ou não. Gente que entendeu o evangelho, que rendeu o coração a Jesus, que procura viver guardando a Palavra de Deus, mas que por saber que é pecadora diz não ter certeza se “quando encontrar-se com Deus, algum pecado cometido a terá feito perder a salvação ou não” – como costumam dizer.

Deve ser terrível viver tendo por incerto o seu destino final. Não saber para onde se vai depois que esta vida se acabar é uma das fontes de tormenta para muita gente. Faz sentido, por isso, alguém que não encontrou a esperança cristã preocupar-se com sua salvação. Um discípulo de Jesus, todavia, deveria descansar no ensino das Escrituras sobre o assunto.

Jesus certa vez se apresentou como o Bom Pastor que dá a vida pelas ovelhas. Nesta mesma ocasião, disse que as ovelhas que seu Pai lhe dava ninguém seria capaz de tirar de suas mãos. Paulo, escrevendo aos Romanos, afirmou que nada pode nos separar do amor de Deus que está em Jesus. Antes disso, perguntou que condenação poderia haver a quem está em Cristo.

De todas as passagens bíblicas que falam da garantia de nossa salvação, encanto-me de forma especial com o discurso de Paulo aos gálatas. Segundo o apóstolo, o Espírito Santo é o penhor da nossa herança até o dia de Cristo Jesus. O que o apóstolo está dizendo é que a presença do Espírito de Cristo em nós é o selo que garante nossa vida eterna até o dia do juízo final, quando a obra que o Senhor começou a fazer em nós for completada.

Nossa salvação está garantida porque depende exclusivamente da graça de Cristo. Dizer que um cristão perde sua salvação é afirmar que teve algum pecado cometido por esta pessoa que o sacrifício de Jesus não foi capaz de perdoar. Ao bradar “está consumado” nosso Senhor revelou que a salvação daqueles que nele depositam sua fé e esperança está garantida. Até quando? Pelos séculos dos séculos.

Nenhum comentário: