domingo, 8 de setembro de 2013

O que fazer com o passado


Não são poucas as pessoas que não sabem o que fazer com o passado. Não me refiro, por passado, àquilo que de glorioso faz parte de nossa história; as vitórias e conquistas que com alegria compartilhamos com todos aqueles com os quais temos oportunidade de falar de nossa vida. Falo de experiências, traumas e recordações que não nos deixam seguir adiante.
Desde que o mundo é mundo, a prisão que mais enclausura as pessoas se chama “consciência”. É impressionante como indivíduos são reféns dos registros emocionais – algumas vezes de dezenas de anos – que as experiências vivenciadas lhes proporcionam. “O que fazer com o passado?” é o grito de desespero de muita gente que já não encontra forças para avançar.
A Bíblia nos ensina que com Cristo nós somos encorajados a deixarmos o que para trás ficou e seguirmos adiante para o alvo da soberana vocação. Apesar de haver quem diga que teremos que carregar para sempre cada aspecto de nossa história, a boa notícia do evangelho é a de que Cristo não nos obriga a carregar o que ele mesmo já carregou na cruz.
Outra recomendação da Bíblia é a de que não nos deixemos amedrontar pela crueldade com a qual muitas vezes nos apresentam o que fizemos. O tentador constantemente nos procurará diminuir a estima e abalar a fé, fazendo-nos lembrar da gravidade dos nossos erros e do quão incapazes somos de nos apresentarmos a Deus – tendo em vista as “terríveis coisas que fizemos”.
É bem verdade que cada pecado cometido é uma terrível afronta ao Deus que nos criou. Todavia, aprouve ao Criador não imputar sobre nós as nossas transgressões, já que nos lugar delas Ele resolveu nos emprestar a justiça do seu Filho. Sim! Fizemos terríveis coisas contra Deus. E Aquele contra o qual pecamos, ciente dos nossos erros, escolheu graciosamente nos perdoar. Portanto, como perguntou o apóstolo Paulo, “quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Cristo quem os justifica!”.
Repito! Há quem não consiga mais caminhar de tão pesada que está a jornada. Gente que pensa não poder se desvencilhar das escolhas erradas que um dia fez. Deixe para trás tudo aquilo que não passa de enfado para a alma, e ignore a voz do tentador. Lembre-se, as palavras de Cristo a nosso respeito foram: Pai, perdoa-lhes pois eles não sabem o que fazem!

Nenhum comentário: