terça-feira, 1 de outubro de 2013

Quem é Jesus?


Certa vez, na região de Cesaréia, Jesus interrogou seus discípulos a respeito de si mesmo. Ele estava interessado em saber o que o povo dizia a seu respeito. Havia uma certa dúvida com relação à sua pessoa entre aqueles homens. Uns diziam ser Ele João Batista; outros Elias; e havia ainda os que diziam que era um dos profetas. O Mestre redireciona, então, a pergunta aos seus seguidores: “E vocês? Quem vocês dizem que eu sou?"
Creio ser esta uma questão fundamental aos discípulos de Jesus. Qual o entendimento que temos sobre a Sua pessoa? Não há dúvida sobre o fato de que a visão de Pedro e dos demais discípulos deveria ser diferente da maneira como a multidão enxergava Jesus. A resposta de Simão Pedro não poderia ser outra que não: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo!” Saber quem era aquele diante do qual estava o diferenciava dos demais homens.
Do mesmo modo, é de crucial importância termos a resposta para este questionamento. Quem é Jesus para nós? Esta simples pergunta se torna fundamental uma vez que a partir dela nosso relacionamento com Ele será direcionado. Como cristãos, nossa resposta tem de ser como a de Pedro: Tu és o ungido, o Filho de Deus! Biblicamente não há relação saudável com o Senhor Jesus sem que tal entendimento seja claro em nossas mentes. Não apenas um dos profetas, não Elias ou João Batista, mas o Cristo!
Temo que a Igreja dos nossos dias esteja repleta de homens como o povo de Cesaréia. Pessoas maravilhadas com o que faz Jesus, com Seus milagres e Seu poder, mas completamente equivocados na compreensão de Sua pessoa. “Pouco importa saber quem é o Deus a quem servimos, contanto que Ele continue a fazer o que tiver que ser feito para nos abençoar” é o que muitos pensam.
A maneira como o Senhor se dirige a Pedro por causa de sua resposta mostra-nos claramente que o interesse do Mestre está em saber se temos entendido de modo correto quem Ele é. Mais do que nos importarmos com o que Ele faz, precisamos saber quem Ele é, ou ficaremos sempre como aqueles que mesmo tendo ouvido falar dEle, jamais o conheceram.
Estejamos prontos para, como Pedro, falar: Tu és o Filho do Deus vivo! Isto alegrará o coração do Nosso Senhor e mostrará que temos recebido do Pai a correta revelação do Seu Filho Amado!

Nenhum comentário: